[Confira][7]

Destaque
featured

Antagonismo em Santa Rita: gestão acusada de cometer fraudes e mentiras não se cansa de perseguir e processar cidadãos santaritenses por fazer críticas nas redes sociais ao governo municipal..

Seria utopia? Antagonismo? Complexo de inferiodade? Demônio e/ou encosto? Um governo de maquiagem, acusado de desferir mentiras absurdas, com fortes indícios de fraudes, estaria a todo o custo preocupado com uma imagem proba, ética e moral?

O uso da mentira nas ações políticas, por vezes ultrapassam o conjunto dos casos caracterizadamente decorrentes de "razão de estado" sob o ponto de vista da critica feita segundo a ética. Por analogia, poder-se-ia invocar para esses casos uma justificativa reconhecida como "razão de governo"

No entanto, o que se viu até agora na administração pública municipal em Santa Rita foi uma espécie de golpe premeditado, fato que começou lá atrás, ainda na produção dos guias eleitorais. Muitíssimas foram as promessas não cumpridas, o que por si só já caracterizaria uma pura falta de honestidade para com o povo santarritense e, sobretudo, um completo desrespeito a justiça, uma vez que nela, tais promessas teriam sido registradas em um plano de governo falso, em razão da sua falta de execução.

Como se não bastasse, a prática ultrapassou todos os limites éticos consideráveis, são mentiras repetidas dia e noite. Um grande exemplo disso, foi o anúncio de uma entrega de cerca de 5 (cinco mil) pratos de sopa por dia, um ato claramente absurdo e insano que ataca e afronta tudo o que é verdadeiro, levando a população a ser de forma coletiva induzida a acreditar no engodo demoníaco da propaganda falsa. Pois bem, é diante desse contexto que a gestão que busca implacavelmente garantir na justiça uma moralidade administrativa inexistente, levando em consideração que a gestão do edil é uma espécie de "gestão centopeia", abrigando neste corpo nojento seus anéis de gramado. 

Nessa comparação, tudo tem sentido, não é atoa que no Egito Antigo, a centopeia era símbolo do deus Sepa, um deus funerário venerado em Heliópolis. Repito, "um deus funerário." Voltando ao centro do assunto, temos aqui mais uma vítima do prefeito da amordaçada, da perseguição e da mentira.

Trata-se de Daniel dos Santos, mais um cidadão santarritense processado pelo prefeito por supostamente fazer críticas nas redes sociais, o suposto evento teria acontecido por meio do compartilhamento de uma postagem no facebook, que por sua vez, trazia uma associação entre o prefeito e sua base do "Natal Luz" presa em flagrante ano passado pelo Gaeco. Na postagem, temos as imagens do prefeito e do seu primo, ex secretário municipal de administração conjunta com uma frase que dizia que o então secretário que também é advogado teria sido enviado por Panta para livrar os vereadores da cadeia. Não entendemos o motivo de tanto empenho em processar cidadãos de bem, se a "gestão centopeia" faz questão de aparecer publicamente acompanhada desses luciferianos? Veja a cópia do processo e da postagem.



Daniel dos Santos disse que lamenta a atitude do prefeito, e que o gestor ao invés de se preocupar em perseguir e processar os cidadãos, deveria buscar trabalhar pelo menos no pouco tempo que lhe resta na cadeira. Danel disse ainda que está tranquilo e que o ônus da prova cabe a quem acusa. "Eles vão ter que provar." Afirmou.



Marcos Cavalcanti

Marcos Cavalcanti é jornalista, e Mestre em Teologia. Trabalhou nas rádios Integração do Brejo de Bananeiras e Solânea FM de Solânea/PB - Nas Tvs, Gazeta e CNT/SP - Foi porta voz da Prefeitura Municipal de Santa Rita/PB - Atualmente é Assessor de Imprensa da Câmara Municipal de Santa Rita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar...