[Confira][7]

Destaque
featured

O pré-candidato a prefeitura municipal de Santa Rita pelo PSL em 2020, Major Nunes Neto, comenta orçamento de 2020 e lamenta ineficiência administrativa de Emerson Panta ao terminar mais um ano no vermelho.

A prefeitura de Santa Rita vai fechar o ano de 2019 mais uma vez no vermelho. A situação fica pior a cada ano que se passa, os números são preocupantes, a edilidade já acumula uma dívida pública na ordem de 26 milhões de reais. Tudo fruto de uma gestão ineficiente que gasta mais do que arrecada. 

Para o ano de 2020, a previsão é ainda pior. Basta fazer uma pequena revista na peça orçamentária que o prefeito Emerson Panta (PSDB), enviou a Câmara Municipal. Vejamos o seguinte comparativo. Para bancar advogados, Panta destinou quase 1,5 (um milhão e meio de reais), enquanto que para a habitação o valor foi de apenas 4 (quatro mil reais). 

Para servir apenas de cabide de emprego na secretaria de indústria e comércio, o prefeito destinou 5 (meio milhão de reais), em contrapartida, quer construir um Mercado de Artesanato com apenas 2 (dois mil reais). Diante desses números, pode-se concluir que o atual governo do município de Santa Rita, não tem interesse em desenvolver políticas públicas que atendam às necessidades do povo, sobretudo dos mais carentes, nem tão pouco cria condições para a geração de emprego e renda, bem como a inserção da cidade no mapa do turismo e da cultura. 

O Major Nunes Neto, que é pré-candidato a sucessão a prefeitura municipal, comentou o orçamento enviado por Emerson Panta ao parlamento mirim. 

"Nós tivemos acesso a LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIA ANUAL de 2020, enviada pelo executivo municipal, ao parlamento mirim. Infelizmente, ao analisar a destinação  dos recursos, item por item, percebemos que o prefeito não prioriza o povo. Você destinar apenas 4 (mil reais) para construção de casas, ao tempo que disponibiliza quase 1,5 (um milhão e meio de reais) para custear despesas com advogados, você está demostrando que não tem coração, isso é um grande absurdo, chega a ser desumano. Não é falta de dinheiro, é falta de gestão, é ineficiência administrativa, a maior prova disso é que ele gasta mais do que arrecada, segundo dados do TCE-PB, os números apontam que pelo 3° ano consecutivo o município fechará o ano no vermelho." Disse.


Marcos Cavalcanti

Marcos Cavalcanti é jornalista, e Mestre em Teologia. Trabalhou nas rádios Integração do Brejo de Bananeiras e Solânea FM de Solânea/PB - Nas Tvs, Gazeta e CNT/SP - Foi porta voz da Prefeitura Municipal de Santa Rita/PB - Atualmente é Assessor de Imprensa da Câmara Municipal de Santa Rita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar...