[Confira][7]

Destaque
featured

Desespero no Pantanal - Justiça nega pedido de Emerson Panta contra o pré-candidato a Prefeito de Santa Rita Major Nunes Neto.

Não é de hoje que a Câmara Municipal de SANTA RITA vem se destacando nos noticiários a níveis Estadual e até Nacional. Uma verdadeira trama digna dos roteiristas mais renomados de Hollywood com todos os tipos de elementos possíveis e/ou até inimagináveis. Em culminância teve cassação de prefeito, a época Reginaldo Pereira em 2014 e, agora, em 2018, afastamento com tentativa de cassação do  atual Presidente da Câmara, Saulo Gustavo. Esse enredo diabólico que começou em 2014 está muito longe de seu fim. 

Nesta quinta-feira 08 (oito), um novo capítulo foi escrito, mas, antes, permitam-me reposicionar a cronologia dos fatos recentes. O dia é 31 de maio de 2017, o fato, cassação da eleição do vereador Anesio Alves de Miranda do (PSB), que ocorreu no dia 1° de Janeiro de 2017, mesmo dia da eleição da 1a mesa que conduziu Saulo Gustavo para o primeiro biênio de 2017/2018. Eis que a tempo e/ou na verdade sem perder tempo, no dia 31 de maio de 2017. Cerca de 5 (cinco), meses após, Gustavo derruba a eleição de Miranda e é reeleito presidente para o comando agora, da Mesa Diretora do 2° biênio 2019-2020.

A nova composição da mesa para o próximo biênio ficou assim:

Presidente: Gustavo Santos
1° Vice-presidente: Josa da Galinha
2° Vice: Sebastião do Sindicanacional to
1° Secretário: Marcos Farias
2° Secretário: João Grandão
3° Secretário: Flávio Pereira

Dessa forma a largada foi dada e, uma guerra jurídica pelo comando do poder no parlamento municipal iniciou-se, os próximos capítulos trouxeram o afastamento de Saulo Gustavo do cargo de vereador e da presidência da casa já neste biênio e resultou na posse de seu suplente Octávio Bernardino do (MDB) e, ainda por muito pouco na cassação de seu mandato.

Já afastado do cargo de vereador e consequentemente da presidencia, Gustavo recorreu a justiça para ter seu mandato devolvido, o que não demorou a acontecer, após análise do Pleno do Tribunal de Justiça, o dispositivo regimental que o afastara, acabou sendo revogado e o presidente pôde enfim, retornar tanto ao mandato como ao comando da mesa.

Depois de um tempo, já na mais pura harmonia com seus pares, Saulo Gustavo tentou trilhar por um caminho deveras perigoso, refez os laços com seus 'algozes' e se enxertou no seio pantaneiro em forma de chacau e numa espécie de metamorfose ambulante se vestiu de azul. O carrasco utópico, de principal opositor fictício, optou na realidade por anunciar apoio a Dra Jane, esposa de Emerson Panta, o cara que estaria por trás de toda a armação no evento de sua cassação. 

O bem da verdade é que Saulo Gustavo nunca se encontrou, nunca soube se era oposição ou se era aliado dos Pantas, diante dessa crise de identidade não percebeu que o bonde estava passando e, que sua assombração de cada dia estaria por voltar ainda mais forte.

Ao findar da campanha, depois de derrorados, os Pantas ainda golpeados, aproveitaram os limões e sem pestanejar tratam logo de fazer uma grande limonada, os culpados foram eleitos e ao tom do perfil normal daqueles que não conseguem admitir e assumir sua completa e total incompetência, lançaram o seu veneno mortal.

Enfim, chegamos nesta quinta-feira 08 (oito) de Novembro, no cardápio, o plano do afastamento do presidente voltou com toda a sua altivez e a clareza de seu verdadeiro autor foi manifestada.

O pedido de anulação daquela eleição seria então, apresentado na sessão ordinária desta quinta, se não fosse a pane elétrica da salvação. Contam as fontes não oficiais que ao saber do capítulo diabólico que ocorreria contra  si, Saulo Gustavo teria dado ordens para que a energia da Câmara fosse sabotada.

O clima ficou tenso, houveram fortes discussões, acusações e, quase foram às vias de fato. 

Sem a condição mínima da sessão ordinária ser realizada, os ânimos se acalmaram, mas por pouco tempo, para a próxima sessão ordinária do dia 13 (treze), "terça-feira" espera-se ainda mais polêmica e confusão, o cerco está fechado, Emerson Panta já teria até o nome do seu presidente, vereador Cícero Medeiros do (PRB10), esse, sem duvidas é o preferido, o mais abençoado com cargos e contratos na administração.

Emerson Panta, depois de apertar o botão do terror, entregou o comando do município ao vice-prefeito Carimbó, e disse tchau, se ausentou da cidade e não sabe ao certo do seu paradeiro, algumas fontes dizem que ele estaria num resort aqui por perto, nas fronteiras de um estado vizinho, outras dizem que viajou a São Paulo e, ainda outras que foi a Argentina onde tem negócios.

De volta ao centro da notícia, o presidente Gustavo, disse em participação no programa o Jornal das Cidades da Rádio 100.5 FM, nesta quinta-feira depois de toda a repercussão que tomou o caso, que a falta de energia foi ocasionada por uma pane elétrica no quadro interno de distribuição e, garantiu que as contas estão todas em dia. 

O próximo capítulo já tem data marcada será dia 13 terça-feira, isso se não houver outra pane.

Marcos Cavalcanti.
C/ participação de Manno Costa.

Marcos Cavalcanti

Marcos Cavalcanti é jornalista, e Mestre em Teologia. Trabalhou nas rádios Integração do Brejo de Bananeiras e Solânea FM de Solânea/PB - Nas Tvs, Gazeta e CNT/SP - Foi porta voz da Prefeitura Municipal de Santa Rita/PB - Atualmente é Assessor de Imprensa da Câmara Municipal de Santa Rita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar...