[Confira][7]

Destaque
featured

"Prefeitura e Câmara de Bayeux" é caso de Polícia" disparou Jornalista, confira.

Os agentes políticos que controlam os cofres públicos de Bayeux (Câmara Municipal e Prefeitura) perderam qualquer compostura, qualquer vestígio de honradez e honestidade. 

Dedicados a meter a mão no dinheiro que entra nesses cofres, oriundo da suada contribuição dos cidadãos, e sem qualquer interferência ou ameaça dos órgãos fiscalizadores e da justiça, querem por todos os meios, principalmente os meios desonestos, continuar sugando o erário em benefício próprio e de seus familiares e apaniguados. Vendo aproximar-se o dia em que não poderão mais continuar à frente do executivo, já que a partir de 1° de janeiro extingue-se o mandato do atual interino como presidente da Câmara, buscam agora todas as manobras possíveis para impedir a posse do vereador Jeferson Kita, eleito por unanimidade para presidir a Câmara no biênio 2019/2020, na mesma eleição que levou Nôquinha à presidência do Legislativo no biênio 2017/2018.

Trata-se de um golpe descarado, despudorado, de verdadeiros meliantes da política. Esses vereadores, dentre os quais se inclui o atual prefeito interino, não tem pudor nem hesitam em receber contracheques em nome de maridos, esposas, filhos, sobrinhos, amantes, namoradas, laranjas de toda espécie, todos pendurados nas verbas públicas. Não se envergonham de serem chamados em todos os cantos da cidade de pilantras, ladrões do dinheiro público e outros adjetivos ainda mais abjetos.

Eles tem apenas um pensamento fixo: continuar a usufruir, a se beneficiar criminosamente do Erário. Eles não querem saber se aposentados e servidores da educação e de outros setores da administração estão com dois meses de atraso em seus salários. Eles estão se lixando para os pais e mães de família sem dinheiro para pagar a feira. Eles nem olham para a cidade invadida pelo lixo. 

Eles estão se lixando para a cidade e sua população. Esses agentes dessa política carcomida não enxergam que o País mudou e está mudando cada vez mais. O que ocorreu em Cabedelo, vai ocorrer também aqui. Até agora, só tivemos um prefeito preso, mas que continua recebendo mais de R$ 20 mil, sem trabalhar. Outro, o vice-prefeito, foi cassado, porque interessava à mesma parcela da Câmara que agora trama o golpe. Que a Justiça abra os olhos. Que os órgãos de fiscalização atentem para o verdadeiro mar de lama em que se encontra mergulhada a gestão pública da cidade. Que impeçam essa manobra sórdida, cujo único objetivo é manter o mesmo esquema criminoso que se locupleta nos cofres públicos de Bayeux, numa orgia nefasta e escandalosa.

Wanderly.

Marcos Cavalcanti

Marcos Cavalcanti é jornalista, e Mestre em Teologia. Trabalhou nas rádios Integração do Brejo de Bananeiras e Solânea FM de Solânea/PB - Nas Tvs, Gazeta e CNT/SP - Foi porta voz da Prefeitura Municipal de Santa Rita/PB - Atualmente é Assessor de Imprensa da Câmara Municipal de Santa Rita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar...