[Confira][7]

Destaque
featured

Médico a muitos anos na cidade de Bayeux, Dr. Francisco usa redes sociais para lamentar fechamento do Hospital Materno.

Dr. Francisco que é cirurgião geral e obstetra do Hospital Materno de Bayuex, usou as redes sociais na tarde desta quarta-feira 5  de Dezembro para lamentar o descaso vivenciado pelo povo do Município. 
Veja na íntegra o texto publicado pelo médico:


  MATERNO FECHADO: QUANDO REABRIRÁ?

"Já estamos há quase 1 mês do fechamento do Hospital Materno de Bayeux e o que se vê, como consequência disto, é decepcionante. Neste período, NOVENTA crianças foram privadas do Direito e deixou de Nascer na cidade de Bayeux. 

A gestão, responsável principal pelo fechamento, embora tenha feito as reformas necessárias pedidas pela AGEVISA e tenha recebido a colaboração dos médicos para completar a escala, permanece inerte quanto a reabertura. 

A AGEVISA, responsável direta pelo fechamento, já foi chamada há mais uma semana para inspecionar o Hospital e retirar a interdição, mas tem uma postura de descaso em relação a população da cidade e fica a remarcar semanalmente o dia que possa vir fazer a inspeção. Era segunda feira passada, foi adiado para esta segunda e já estão passando pra próxima semana, sem dar muita certeza. 

A AGEVISA deveria compreender o prejuízo causado a população pela persistência da maternidade fechada e vir realizar a inspeção. A justificativa de falta de pessoal é frágil, o hospital pela sua importância deveria ser prioridade. A gestão, que cala e fica omissa a mais este fato, deveria cobrar mais energicamente a inspeção da AGEVISA. É um claro sinal do total abandono da população e da cidade. O CRM só espera a desinterdição da AGEVISA para fazer a sua parte. 

A população sofre com a falta deste serviço essencial. Lembrar e perguntar: onde estão os vereadores? Nestes quase trinta dias de fechamento do materno, não se discutiu nenhuma vez tal situação na câmara. Todos calaram. É hora de esquecer todas as suas divergências e somarem pela cidade e pelos seus cidadãos. 

O único movimento visto até agora em defesa do Materno é um abaixo assinado proposto por alguns cidadãos, mas que não teve até agora a devida atenção. O Hospital Materno é um patrimônio da população e da cidade, caberia a todos nós cobrar a sua reabertura independente de posição política. 

Como sugestão: a prefeitura deveria convocar a imprensa e cobrar publicamente a AGEVISA pela referida inspeção, aos vereadores encaminha requerimento coletivo à AGEVISA e se for o caso ao governador solicitando providências urgentes. Cobrar em especial um posicionamento ao Vereador Kita, provável futuro prefeito na situação atual e que sempre fala da sua boa relação com a gestão estadual e a bancada do PSB para que, em respeito a população, não venham se omitir e cobrar diretamente a AGEVISA, pela via política e administrativa, a necessária inspeção para desinterdição do materno. A todos os gestores e mandatários em Bayeux: quem cala consente. Estamos juntos!!
Eu acredito em Bayeux!!" 


Dr Francisco.


Marcos Cavalcanti

Marcos Cavalcanti é jornalista, e Mestre em Teologia. Trabalhou nas rádios Integração do Brejo de Bananeiras e Solânea FM de Solânea/PB - Nas Tvs, Gazeta e CNT/SP - Foi porta voz da Prefeitura Municipal de Santa Rita/PB - Atualmente é Assessor de Imprensa da Câmara Municipal de Santa Rita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar...