[Confira][7]

Destaque
featured

"Contratos Vultosos:" Veja em duas matérias especiais os gastos do Poder Público de SANTA RITA - Na 01/Câmara paga 60 MIL REAIS a empresa de Dedetização.

Um dos principais focos de corrupção nos municípios são as empresas de fachada, mais conhecidas como empresas “fantasmas”, que, a partir de licitações dirigidas, e/ou de dispensa licitatória, são contratadas para fornecimento de bens, construção de obras e prestação de serviços.

Pesquisas simples, realizadas na Internet, podem esclarecer se a empresa está com a sua inscrição ativa e em situação de regularidade fiscal. Sem cumprir tais exigências, essas empresas não podem contratar com o Poder Público.

A Câmara de SANTA RITA e a Prefeitura Municipal, vem celebrando mês à mês, ano a ano, diversos contratos na modalidade dispensatoria de licitação e/ou ATA de Adesão com vultosos valores. São vários e diferentes prestadores de serviços e devido ao volume de informações vamos dividir esta matéria em duas partes, nesta, falaremos dos contratos celebrados pelo legislativo. 

A Câmara Municipal, fez contratos com escritórios de advocacia e já pagou em menos de 2 anos quase 200 MIL REAIS. 

O contrato que chamou a nossa atenção foi com a DETSERV. Esta empresa, encontra-se INAPTA e, nesta condição, como já pontuamos acima, não pode firmar contratos com o Poder Público. 

A DETSERV, já recebeu mais de   60 MIL REAIS da Câmara de SANTA RITA. Segundo dados do Portal de Transparência do Tribunal de Contas do Estado, a DETSERV, realizou serviços do tipo: Manutenção no Telhado, Dedetização e Descupinizacão dos Gabinetes e Salas. Reparos no Gabinete da Presidência e ainda, limpeza na Caixa de Água. Veja os documentos:
Um outro contrato que tem causado deveras polêmica, é o aluguel de 14 salas comerciais no valor de 7 MIL REAIS "mês" que vem sendo pago sem nunca ter sido usadas, segundo denúncias dos próprios parlamentares. Veja os empenhos: 

O Blog do Cavalcanti faz um jornalismo editorialmente independente e economicamente sustentável por entender que essa é a melhor garantia que uma sociedade pode ter para a manutenção da democracia. Portanto, independente do viés do veículo de comunicação que transmite uma informação, ele deve ter o compromisso com a verdade. O jornalismo, acima de tudo, tem o papel de transmitir informação de interesse da população. A mídia deve dar voz a todos, independentemente do viés político da pessoa. 

Na segunda parte da reportagem falaremos sobre os contratos celebrados pela Prefeitura.

Blog do Cavalcanti.

Marcos Cavalcanti

Marcos Cavalcanti é jornalista, e Mestre em Teologia. Trabalhou nas rádios Integração do Brejo de Bananeiras e Solânea FM de Solânea/PB - Nas Tvs, Gazeta e CNT/SP - Foi porta voz da Prefeitura Municipal de Santa Rita/PB - Atualmente é Assessor de Imprensa da Câmara Municipal de Santa Rita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar...