[Confira][7]

Destaque
featured

PREFEITURA DE SANTA RITA PAGA QUASE UM MILHÃO DE REAIS PARA EMPRESA DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA EM APENAS TRÊS MESES/2018.

A terceira maior cidade do estado da Paraíba. Santa Rita, terra que leva o nome de uma Santa Católica. Que para seus devotos, é um exemplo de força fé e coragem. Santa Rita de Cássia, conhecida como a intercessora das causas difíceis. Eis ai, talvez, a explicação da inspiração.

Um gestor seguindo o caminho das causas impossíveis. A invocação do excelso nome de Santa Rita de Cássia, já testemunhada por milhares de fiéis, em praça pública, de cima de um grandioso palco, cenário perfeito. De repente, frases de efeito emocional ecoam dizendo: "rogai por nós oh! Santa Rita!"... "Se Santa Rita! Quiser pagaremos as nossas contas" será que tais infiéis não sabem que é pecado grave, usar o nome da divindade em vão?

O fato, é que fiéis ou infiéis, verdadeiros milagres, andam acontecido em Santa Rita. A "olho nu". Diante desse conto, que não é de fadas e, quem dera que assim o fosse, surgem vários questionamentos. 

Como é possível a uma terra devastada , sob decreto de estado de calamidade pública. Com salários atrasados desde 2016. Atolada em dívidas, com centenas de fornecedores e, bancos. Restrições em vários órgãos a ex do "Cadim" e, mesmo diante de todas estas tempestades, conseguir pagar o lixo mais caro da Paraíba apenas para fazer a coleta orgânica? Ou seja, as ruas, praças, escolas e, unidades básicas de saúde da cidade continuam totalmente sujas com matos, entulhos, as escuras e, sem outras manutenções.

Como é possível a tal cidade? Gastar segundo dados da própria gestão, em apenas três meses, quase um milhão de reais, com iluminação pública? Isso somente no ano de 2018. A uma empresa beneficiada, que com base em levantamento preliminar, no Cadastro Nacional de Pessoas Juridas (CNPJ), funciona no endereço de um imóvel aparentemente fechado. Veja os documentos:


Como é possível a tal prefeitura, gastar durante todo o ano de 2017, 900 mil reais, sendo que o déficit de bairros com falta de iluminação, era extraordinariamente maior do que o ano seguinte, no caso, este corrente e, em apenas três meses pagar praticamente o mesmo valor que pagou durante 12 meses?? 

Que nome poderia ter essa cidade a não ser "Santa Rita"? A terra onde o impossível é fichinha!

Marcos Cavalcanti.

Marcos Cavalcanti

Marcos Cavalcanti é jornalista, e Mestre em Teologia. Trabalhou nas rádios Integração do Brejo de Bananeiras e Solânea FM de Solânea/PB - Nas Tvs, Gazeta e CNT/SP - Foi porta voz da Prefeitura Municipal de Santa Rita/PB - Atualmente é Assessor de Imprensa da Câmara Municipal de Santa Rita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar...